segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Alunos entram em confronto com a Polícia Militar na USP



Bom esse post não é engraçado, pelo contrario, uma coisa me deixou meio chateado e pensativo, 3 alunos da USP foram pegos com maconha pela policia que estava fazendo seu trabalho, assim como em qualquer lugar.

Vi esse comentário no G1, que resumi meu pensamento: 
"Se passam por intelectuais de inteligentes, dando lição de moral na sociedade, na policia, chamam o povo de BURRO quando eles são os burros da história".  Mais não são todos só uma minoria que gosta de se sentir lutador dos direitos e blá blá blá intelectuais, alguém parou alguém parou pra ver que esse é o futuro do nosso país?? não estou aqui pra falar quem esta certo ou errado e sim pra falar oque eu senti vendo alunos agindo como  bandidos. Quero lembrar um fato triste " Em maio de 2011, o estudante Felipe Ramos de Paiva, 24, morreu vítima de um tiro numa tentativa de roubo" os alunos reclamaram que não havia segurança era escuro queria a policia e não tinha. No último dia 8 de setembro, representantes da USP e do comando da Polícia Militar formalizaram um convênio, de cinco anos, para aumentar a segurança na Cidade Universitária, no Butantã, na Zona Oeste de São Paulo.
RIDÍCULO!!!
Agora a policia faz o trabalho dela e vocês fazem isso me desculpem mais isso é uma VERGONHA!!!


Sei que não são todos assim la, agora por causa de 3 noias depredaram patrimônio publico agem feito bandidos enfrentaram aqueles que estão pra defender, assim como eram 3 alunos poderia ser 3 bandidos esperando ( VOCÊ ) passar. Pense nisso antes de lutar por besteria REBELDES SEM CAUSA !!!  




quarta-feira, 19 de outubro de 2011

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

MULHER PELADA DE UM JEITO QUE VOCÊ JAMAIS PENSOU VER!!! eu garanto





UMA VERDADE.

Nesta altura da vida, já não sei mais quem sou.
Na ficha do dentista, apareço como cliente.
No restaurante, sou freguês.
Quando alugo uma casa, sou inquilino.
Na condução, sou passageiro.
Nos correios, sou remetente.
Na casa do Papai, sou Filho
Na Loja Maçônica , sou Irmão.
Na Faculdade, sou estudante.
No supermercado, sou consumidor.
Para a Receita Federal, sou contribuinte.
Com o prazo vencido, sou inadimplente,
Se não pago, sou sonegador.
Para votar, sou eleitor.
No comício, sou massa.
Em viagem, sou turista.
Na rua, caminhando, sou pedestre,
Se me atropelam, viro acidentado.
No hospital, me transformo em paciente.
Para os jornais, sou vítima.
Se compro um livro, viro leitor.
Se ligo o rádio, sou ouvinte.
Para o IBOPE, sou espectador.
No futebol, eu, que já fui torcedor, virei galera.
E, quando morrer, ninguém vai se lembrar do meu nome:
Vão me chamar de finado, extinto, defunto, de cujus e, em certos círculos, até de desencarnado.

E o pior: Para o governo eu sou um imbecil.

terça-feira, 6 de setembro de 2011